Facebook     YouTube
MENU

IDIOMA
             


A Despedida
Somos estudantes de capa negra e batina
Por Portugal nós andamos a tocar
Somos Tunos e cantar é nossa sina
Cantando trovas, serenatas ao luar.

Somos amantes das donzelas mais bonitas
E nos seus ombros nossas capas colocamos
Trocando beijos e promessas infinitas
Num mar de rosas que com elas navegamos.

Nossas capas nós traçamos
Neste tempo de passagem
Serenatas nós cantamos sempre seguindo viagem.

Foi longe mas chegámos
O caminho era distante
Muitos sonhos nós sonhámos, ilusões de um estudante.

A saudade não demora
Tunantes vamos cantar
Revivendo cada hora, o que já não vai voltar.

Tunos chorem mais baixinho
Só o luar os pode ouvir
Que da Tuna e dos Tunantes, vais ter que te despedir...