Facebook     YouTube
MENU

IDIOMA
             


Janela para o Mar
Como uma brisa do mar
que sinto dentro do peito,
ninguém sabe decifrar
este terno sentimento.

E numa rua velhinha
dei asas ao coração,
da calçada fiz acordes,
magia desta canção.


Fui nascer neste lugar
janela para o mar
onde vejo o horizonte.
O azul das suas águas
são lágrimas de mágoas
que correm de uma fonte.

Procurei na tenra idade
libertar minha ansiedade
Segredar esta paixão.
Confessei minha dor
e em palavras de amor
entreguei meu coração.


Quando a noite ao despontar
nas vielas da cidade,
oiço guitarras a trinar,
recordam a mocidade.

E na hora da partida,
no momento do adeus,
conto a vida boémia,
escrevo teu nome nos céus.


Fui nascer neste lugar
janela para o mar
onde vejo o horizonte.
O azul das suas águas
são lágrimas de mágoas
que correm de uma fonte.

Procurei na tenra idade
libertar minha ansiedade
Segredar esta paixão.
Confessei minha dor
e em palavras de amor
entreguei meu coração.