Facebook     YouTube
MENU

IDIOMA
             


Ermelinda Peixeira
De manhã quando ela passa
á Rua da Amendoeira,
dá-me sempre um ar de graça
a Ermelinda Peixeira.

Com sua blusa de chita,
o avental de riscado.
Para mim a mais bonita
das que passam p'ro mercado.


De chinela a dar a dar,
sorridente e galhofeira.
Dá gosto vê-la passar
quando volta da Ribeira.


Há dias por brincadeira,
disse-lhe assim a sorrir.
Se eu te disser ó Peixeira
que contigo hei-de fugir.

E ela me respondeu
com um olhar agaiatado,
o descuido foi só seu
Porque já veio atrasado.


De chinela a dar a dar,
sorridente e galhofeira.
Dá gosto vê-la passar
quando volta da Ribeira.


Ela agora quando passa
seu olhar é diferente.
Para mim perdeu a graça,
a graça de antigamente.


De chinela a dar a dar,
sorridente e galhofeira.
Dá gosto vê-la passar
quando volta da Ribeira.