Facebook     YouTube
MENU

IDIOMA
             


Saco de Água Quente
À quanto tempo não sei
Que me ando a enganar
Nas coisas em que falhei, no caldinho que arranjei
Já estou a naufragar.

A vida assim não é nada
O futuro desengano
Perdi-me na madrugada
Vou passar cá mais um ano.


Quero navegar
Num saco de água quente
Depois de enjoar
P'ra não ficar doente
Ser o timoneiro
Estudante de nada
Sombra de engenheiro
Licenciado em noitada.


O estudo não se estraga
Do estragar tenho maneiras
O meu velho é quem paga, para mim toda esta saga
De mulheres e bebedeiras.

Paizinho está descansado
Eu sou novo e bom rapaz
Mais dez anos estou formado
Acredita sou capaz.


Quero navegar
Num saco de água quente
Depois de enjoar
P'ra não ficar doente
Ser o timoneiro
Estudante de nada
Sombra de engenheiro
Licenciado em noitada.